Bruno «Impakt Moutinho», regressa ao competitivo

League Of Legends

Feb 19, 2015

É com orgulho que a FTW eSports apresenta assim o support selecionado da nossa nova equipa.


Bruno “Impakt” Moutinho também dispensa qualquer tipo de apresentações, conhecido desde sempre no panorama de League Of Legends nacional e internacional, tendo já participados em diversos eventos, online e offline, é o segundo elemento da equipa revelado por Paulo “Krons” Roxo.

 

Podem desde já seguir o nosso jogador através das redes sociais, e da sua stream regular, clicando nos seguintes links:

 

 

 


 

>

 


 

 

 


 

 


 

 


 

 


 

 


 

 

 


 

 

 


 

FTW diogoambfImpakt, da mesma forma que solicitámos ao Mow, faz-nos um breve resumo da tua carreira como gamer, onde se iniciou e até onde te levou?


FTW Impakt - Portanto, eu comecei a jogar há uma eternidade atrás - até porque pelo que o mow diz, eu já devia estar num museu.

Mas competitivamente falando, comecei pelo CS 1.4 - frequentei torneios em LANs nacionais e ainda tive resultados minimamente decentes em ladders internacionais (online). Uns quantos meses após o lançamento do CS 1.6 decidi parar de jogar e largar a competição. Foram só uns anos mais tarde quando uns amigos me convidaram para experimentar o League of Legends que voltei a sentir o "bichinho", e comecei a voltar pouco a pouco desde o primeiro torneio de LoL em Portugal na XL Party da FIL (onde acabei em 3º lugar - eu sei que não é brilhante, mas considerem que eu tinha um indivíduo na equipa que jogava de touch pad :P). De qualquer forma, fui participando em torneios mas sem levar o jogo demasiado a sério, até conhecer dois indivíduos - Remrs e Mowzassa - que me convenceram a mim e ao meu ADC na altura (handsopas) a formar uma equipa - os uP nanoChip. A equipa foi sempre sofrendo algumas modificações, mas posso dizer que adorei uma grande parte do tempo que lá passei - competi nacionalmente mas sobretudo a nível internacional - Dreamhack Valencia, IeSF World Championship, Insomnia - joguei com e contra jogadores excelentes, alguns deles que já estão ou já estiveram na LCS.

Entretanto acabei por parar de competir em League of Legends, mas ainda participei em alguns torneios de outros jogos (Street Fighter, Tekken, Phyrok) e cheguei ainda a alcançar o primeiro lugar de Phyrok pelos uP na Dreamhack Valencia de 2014. Enquanto isso e graças a um senhor que muitos de vocês devem conhecer (Shakarez), resolvi começar a fazer vídeos para o YouTube e mesmo a streamar - o que nos leva aos dias de hoje :)

 

 

FTW diogoambf O que te levou a aceitar o nosso convite e o que te fascina no competitivo?

 

FTW ImpaktJogar competitivamente é um hábito, ou um hobby, que é difícil de largar. Se temos o desejo de competir e de nos testarmos a nós próprios, dificilmente o perdemos - mudamos simplesmente de área ou de jogo. Pelo menos, é assim que penso. Contudo, conforme vamos crescendo e as prioridades começam a ser outras, conciliar hobby com profissão pode ser complicado. O meu foco tem sido a Stream já há cerca de um ano e vai continuar a sê-lo, mas a equipa de trabalho sugerida quando me foi entendida a oferta era simplesmente demasiado boa para recusar. Para além disso, jogar com mindset competitivo (mesmo que seja em Solo Queue) é extremamente diferente de um mindset de entretenimento. Acho que é um passo que vai beneficiar toda a gente, e principalmente os meus espectadores. Resumidamente, estou contente por estar de volta!

 

 

FTW diogoambf Sempre que se fala em Impakt surge  associado o nome Mowzassa e vice-versa, queres nos falar um pouco da vossa amizade?

 

FTW Impakt  - Eu conheci o Mow através do Remrs, mais uma vez, graças ao convite que me foi feito a mim e ao handsopas na altura da formação dos uP Nanochip. É alguém que eu já conhecia de vista da escola secundária, e alguém com quem me comecei a dar bem de forma extremamente natural e rápida. É um amigo que já me ajudou em fases boas e outras nem tanto, e alguém que tem uma mentalidade muito semelhante à minha relativamente a variados temas - especialmente gaming. Essas semelhanças fazem com que nunca nos tenhamos chateado, mesmo durante discussões de equipa (que sabemos que podem ser tudo menos leves). É um dos meus melhores amigos e assim continuaremos (espero) durante muitos anos. Ah, e é um autêntico palhaço ('TÁS A LER ISTO MOW? ÉS UM PALHASS, PALHASS).

 

 

FTW diogoambfE quanto ao teu projecto de stream? Certo é que começaste antes do Mow, como tem sido a evolução, que obstáculos encontraste?

 

FTW Impakt O meu projecto começou há cerca de um ano - e estou a pensar em fazer uma stream de 24h para celebrar (hint hint). Tudo começou porque tinha deixado o competitivo - queria fazer algo relacionado com gaming e resolvi fazer um vídeo de uma fight (de Sona) a explicar os pontos essenciais do que tinha acontecido. O Sr. Shakarez contactou-me entretanto (alguém que eu não conhecia na altura) porque tinha achado alguma piada à edição de vídeo e ao conhecimento transmitido, e resolveu convidar-me para ser criador de conteúdo na Cloth5.

Desde aí fui sempre expandindo - criei o meu canal de YouTube, conheci o Foxdrop e o PhyLoL que me ajudaram bastante na expansão, e fui evoluindo até conseguir ganhar credibilidade suficiente para streamar - o que me leva ao maior obstáculo que encontrei: ser streamer requer muito mais aptidão e trabalho do que alguma vez imaginei. No entanto, não era isso que me impedia de ser bem sucedido - a escolha do jogo a streamar foi sim o mais difícil. Quando falamos de streaming, temos duas hipóteses para alcançar o sucesso: 1) Sermos hilariantes e 2) Sermos excelentes no jogo em questão. Agora, já que o jogo escolhido é o League of Legends, a dinâmica da stream muda completamente. Não chega sermos engraçados nem chega sermos bons no jogo. Temos de ser ambos, em simultâneo. Porquê? Porque existem imensos streamers com bastante talento que escolheram o League of Legends como o seu jogo de eleição. Existe demasiada escolha e temos que ser realmente EXCELENTES para cativar a atenção de pessoas que podiam muito bem estar a ver alguém da LCS. Temos de ser diferentes.

 

 

FTW diogoambf Uma das perguntas frequentes é porque fazes stream apenas em Inglês, podes nos elucidar as razões desta tua opção?

 

 

FTW ImpaktQuando eu comecei a fazer vídeos, fi-lo para a Cloth5 (público internacional). Com a mudança para o meu canal de YouTube, muitos dos viewers vieram da Cloth5 (também público internacional). Ao expandir com o reddit e com a ajuda do foxdrop e do phylol, o meu público continuou a ser internacional. Aliás, o país que mais me apoia através do YouTube são os Estados Unidos com cerca de 55% das visualizações. Quando fiz a passagem para a stream, tive que ter isso em conta - não fazia sentido estar a perder toda a credibilidade que eu já tinha estabelecido já que grande parte dos meus viewers não ia entender português. Mas para quem não sabe, eu já streamei em português :P Não o fazia de maneira séria nem tentava alcançar a parceria, mas já o fiz durante uns valentes meses.

Agora, se gostaria de fazer a passagem para o português se tivesse oportunidade? Nem por isso, mas posso explicar o porquê: para mostrarmos que em Portugal existe talento, temos que o comunicar lá para fora. A maneira mais fácil de o fazer, é de falar a língua universal. Para além disso, eu sou português e vivo em Portugal. Tendo em conta que grande parte dos meus viewers/subscritores/apoiantes não são portugueses, grande parte do 'revenue' que eu recebo provém do estrangeiro. E, mais uma vez, já que vivo em Portugal e já que faço as minhas compras no Minipreço ou noutras lojas portuguesas, eu estou literalmente a contribuir para a economia portuguesa - estou a trazer dinheiro do estrangeiro para o nosso país. Tendo tudo isto em conta posso voltar a repetir - não voltava atrás. E adoro as pessoas que tenho conhecido, portuguesas ou não, através da maneira como tenho gerido a stream!

 

 

 

 



FTW diogoambf - Atendendo aos objectivos lançados pelo Krons que dificuldades esperas encontrar neste regresso ao competitivo? E como as vais superar?

FTW Impakt - Como qualquer outro projecto competitivo, a primeira dificuldade vai ser habituarmo-nos ao estilo de jogo uns dos outros. Ajudarmo-nos mutuamente para superar os problemas iniciais, e começar a tecer estratégias de jogo. Agora, vamos ser honestos: até agora, eu e o Mow fomos apresentados e não estamos propriamente no topo da nossa forma como já estivemos. Vai acontecer, agora que voltámos ao competitivo, mas essa vai ser a maior dificuldade - voltar a estar a 100%. Mas duvido que demore muito para que isso aconteça. Fico é bastante contente por poder dizer que algo que geralmente acontece em quase todas as equipas - problemas de conflitos de personalidades e afins - simplesmente não têm acontecido. Temos todos uma mentalidade bastante parecida e o ambiente tem sido extraordinário.

 

FTW diogoambf Apesar de não ser a opinião do Krons, muitos se questionam da tua eventual capacidade como support a nível competitivo atendendo ao teu “elo”, que nos tens a dizer sobre isto e se o “elo” é facto ou argumento, ou apenas uma linha de orientação?

 

FTW Impakt Vamos esclarecer algo: eu não estou a 100%. Acho que não faz sentido estar a dizer o contrário. Vou-me esforçar para lá voltar o mais rapidamente possível, mas não estou a 100%. Também não me comparo sequer a outros Supports portugueses porque não vale a pena - Por exemplo, o simplus é um support extraordinário que está numa forma fantástica. Não me posso comparar sequer a ele. Também nunca foi propriamente da minha maneira de ser criar guerras por gostar de ser considerado o melhor. O meu objectivo na stream sempre foi entreter as pessoas que me vêm, e o meu objectivo vai continuar o mesmo - entreter-vos através dos jogos de equipa, a dar tantas vitórias quanto possíveis aos nossos fãs e espetadores. Com isto dito, eu mais rapidamente questionaria a capacidade de um jogador challenger ter uma boa performance em cima de um palco, numa lan, com milhares de pessoas a vê-lo, quando não tem a miníma experiência de jogo competitivo ou de jogar fora de casa. E nisso, meus caros, eu tenho mais do que experiência.

PS: Se algum dia precisarem de dicas de como segurar a bandeira Portuguesa num campeonato mundial, quando forem representar o país, podem-me mandar uma mensagem privada que eu ajudo no que puder! :)

 

 

FTW diogoambf Não obstante o projecto ainda ser recente, quais são as tuas perspetivas e objetivos para 2015?

 

FTW Impakt - Eu não gasto tempo com projectos em que não acredito. Ou seja, o objectivo é e será sempre ganhar tudo, por mais difícil que possa ser.

 

 

FTW diogoambf O que pensas que pode distinguir este line-up de qualquer outro português ou no qual tenhas estado integrado anteriormente?

 

FTW Impakt -  Experiência. E experiência competitiva, em lan, em palco, nacional e internacional. Mentalidades, capacidade de encaixe e de diálogo, apesar das emoções. A interação que temos tido com o management da FTW também tem sido extraordinária e acho que o Krons nos vai conseguir ajudar imenso a voltar ao nível, e mesmo a ultrapassá-lo.

 

 

FTW diogoambf - Queres deixar algum agradecimento ou palavras ao público em geral?

 

FTW Impakt Sempre! Primeiro que tudo gostaria de agradecer a todos os que têm vindo a acompanhar o meu trabalho, tanto no YouTube como na Twitch - sem vocês eu não estaria em lado nenhum. De maneira alguma. O meu mais sincero obrigado. Gostava de agradecer também à staff da FTW pelo convite e pelo apoio no projecto. Acho que nos vamos divertir todos um bom bocado este ano :)

 

 

 

 

 

O Squad Manager, Paulo "Krons" Roxo pronuncia-se sobre o anúncio do support da equipa: 

 

 

"A decisão de chamar o Impakt como support foi algo decidido de forma também unânime e parece-me ser uma decisão sensata. Um dos meus objectivos em termos de line-up é ter não só jogadores de qualidade, mas também com o mindset adequado. Em particular com os dois já anunciados, e os demais que anunciados serão, encontro o ambiente necessário para a evolução de uma equipa madura e acima de tudo humilde, quer quer aprender evoluir, mas acima de tudo que reconhece quer o meu trabalho quer o apoio que a FTW dá. Quer queiramos quer não, é fundamental este aspecto numa equipa de forma a que a sua evolução além de progressiva seja também sólida" diz Paulo "Krons" Roxo, Squad Manager League Of Legends PRO da FTW eSports Club. 


 

 

 

 


 

Newswriter: Diogo "diogoambf" Ferreira

 

 

Autores:  Diogoambf
Categorias: League Of Legends

Voltar a Notícias